Quarta, 12 de Junho de 2024
Publicidade
Anúncio

SEMARM/PI E INMET emite alerta amerelo de forte vendaval e baixa umidade para Pedro ll e outras cidades

As temperaturas máximas permeiam os 36,5ºC.

19/09/2023 às 17h40 Atualizada em 19/09/2023 às 17h49
Por: Vítor Candeira
Compartilhe:
SEMARM/PI E INMET emite alerta amerelo de forte vendaval e baixa umidade para Pedro ll e outras cidades

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (SEMARH/PI), através da Diretoria de Planejamento e Segurança Hídrica e da Sala de Monitoramento e Previsão de  Eventos Climáticos Extremos, anunciou que durante os dias 18 e 22 de  setembro, ocorrerá uma onda de calor que poderá alterar as condições atmosféricas  (temperatura e umidade) no estado do Piauí a partir do dia 20 de setembro de 2023 com  possibilidade de se estender até o dia 22. 

Ondas de calor se caracterizam por períodos em que as temperaturas se apresentam elevadas, com máximas superiores à normal climatológica do referido período. Exemplo, no mês de agosto de 2023, o Piauí esteve dentro do polígono de alerta de onda de calor onde observou-se temperaturas que chegaram aos 41ºC, onde, normalmente, as temperaturas máximas permeiam os 36,5ºC.

O Instituto de Nacional de Meteorologia (INMET) informou à Secretaria de Meio  Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (SEMARM/PI) por meio da Sala de Monitoramento e  Previsão de Eventos Climáticos Extremos, que a região que será mais atingida será o Centro- Oeste e Sul do Brasil, mas que poderá ocasionar alterações nas dinâmicas atmosféricas do  Nordeste e em consequência no Piauí (entre os dias 20 e 22 de setembro de 2023). Antes destas datas anteriores, a SEMARM/PI e INMET sinalizou um alerta amarelo de forte vendaval e baixa umidade nos dias 13 e 14 de deste mês em Pedro ll, sem contar a forte onda de calor que se estende durante todo mês.

São  esperadas temperaturas que podem ultrapassar os 40ºC com umidades abaixo dos 15%,  especialmente em municípios das mesorregiões sudoeste e sudeste piauiense. Outro ponto a ser  destacado, é que, em condições extremas, a insolação (raios solares) se tornam mais expressivas  em decorrência do número reduzido de nuvens.

As temperaturas elevadas fazem parte do contexto histórico do trimestre Setembro, Outubro e Novembro (SON) tal como os baixos índices de umidade relativa do ar (%), no entanto, é notório que os sistemas atmosféricos estão apresentando comportamentos extremos em virtude do El Niño, sistema oceânico-atmosférico que encontra-se consolidado com atuação  moderada/forte sobre os sistemas atmosféricos globais, refletindo-se na acentuação das  condições atmosféricas de seca no norte e nordeste brasileiro e condições chuvosas extremas  no sul do Brasil.
Destarte, a SEMARH alerta que tais condições podem impactar na qualidade de vida
trazendo alguns riscos à saúde, sendo eles:
✓ Problemas respiratório e de pele;
✓ Insolações;
✓ Desidratação;
✓ Potencialização de alergias;
✓ Aumento de problemas de pressão.

Nesse sentido, algumas recomendações devem ser seguidas:
✓ Hidratar-se através de consumo de líquidos;
✓ Evitar práticas de esportes expostos ao sol entre 11h e 18h;
✓ Evitar locais com aglomerações e baixa circulação de ar;
✓ Evitar expor-se ao sol entre 11h e 18h;
✓ Utilizar-se de “sombrinhas”, protetor solar;
✓ Procurar locais florestados para prática de esportes ao ar livre após os horários 
críticos;
✓ Umidificar ambientes com umidificadores, toalhas molhadas, baldes com água;

Crianças de 0 a 5 anos, pessoas com comorbidades e idosos devem 
redobrar os cuidados quanto às recomendações aqui descritas;

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.